Páginas

Seja Bem Vindo!

"A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não é copiar sua aparência. (Aristóteles)






sexta-feira, 24 de julho de 2009

NEGROLÔ


O Clip Negrolô foi montado para enviar para a Bienal do Rio de Janeiro, um clip sobre as raízes Africanas. Há no clip diversos elementos da cultura Afro: capoeira, candomblé, dança, tambor. A música do clip é de um ex-membro do grupo Ledson Vanini e conta a saga do negro escravizado.
Clique aqui e assista ao Clip.

2 comentários:

  1. disponibiliza o video no youtube!!;D

    me adc ai jader_volpi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Adoru esse Grupo de Teatro mostro uma capacidade ideal de dedicaçao e total personalidades de apresentaçao nao perca em breve Severina
    adolu voces Layson Hickmann :D

    ResponderExcluir

Comente as nossas postagens, participe do blog!

Obrigado por visitar a página!

O grupo de Teatro Wankabuki surgiu na Universidade Federal de Rondônia, em agosto de 2003, começaram as reuniões aos sábados no auditório da Unir.O primeiro espetáculo montado pelo grupo foi Morte e Vida Severina uma adaptação do texto de João Cabral de Melo e Neto, feita por Luiz Antônio de Araújo.Em seguida, o grupo montou A Lenda da Ecologia texto do Prof. Oswaldo Gomes que estreou em 20 de julho de 2005. A peça participou do Festival de Teatro Coração de Rondônia, no município de Ji-paraná em agosto desse ano.Em 2006 são montados mais dois espetáculos: Vai, Carlos! Ser Gauche na vida que estréia em 07 de abril e Tragédia no lar apresentado pela primeira vez na escola Wilson Camargo para os alunos do período noturno. Os dois espetáculos são adaptações das poesias, respectivamente, de Carlos Drummond de Andrade e Castro Alves. Em 2009, estreia Perdidos na Floresta texto de Antero de Sales e o grupo inicia os trabalhos para se institucionalizar, em janeiro de 2010, o grupo de Teatro Wankabuki consegue seu registro, com a Razão social de ATEW - Associação de Teatro e Educação Wankabuki.







Quem sou eu

Minha foto
Lacunas que a vida não completa, são como obras esperando ser escritas, preenchidas...