Páginas

Seja Bem Vindo!

"A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não é copiar sua aparência. (Aristóteles)






segunda-feira, 20 de junho de 2011

4ª EDIÇÃO DO INVADINDO A PRAÇA SERÁ SEXTA-FEIRA

Crianças brincando com as palhaças Jujubinha e Paçoquinha na 3ª edição do projeto
Os artistas do Grupo de Teatro Wankabuki se preparam para mais uma edição do Projeto Invadindo a Praça. Nesta Sexta-Feira, dia 24 de junho, acontece a 4ª edição do projeto em Vilhena. A praça que será contemplada nesta edição é a Praça dos Mensageiros, o grupo pretende atingir o público das regiões do Setor 8, 9, 12 e 13, além dos bairros  Embratel, BNH e Cohab. 
Um grande número de pessoas é esperado para esta apresentação que pretende fazer muitas crianças e adultos sorrirem por cerca de duas horas de espetáculo. O projeto Invadindo a Praça é patrocinado pelo Banco da Amazônia e pretende facilitar o acesso a arte e a cultura à população. Além do BASA, são parceiros do projeto a Ong Beija Flor e o Ponto de Cultura Cone Sul Plural.


Evento: Invadindo a Praça - 4ª Edição
Local: Praça dos Mensageiros
Hora: 19h00min
Dia: 24/06/2011
Apresentação aberta a todos os tipos de público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente as nossas postagens, participe do blog!

Obrigado por visitar a página!

O grupo de Teatro Wankabuki surgiu na Universidade Federal de Rondônia, em agosto de 2003, começaram as reuniões aos sábados no auditório da Unir.O primeiro espetáculo montado pelo grupo foi Morte e Vida Severina uma adaptação do texto de João Cabral de Melo e Neto, feita por Luiz Antônio de Araújo.Em seguida, o grupo montou A Lenda da Ecologia texto do Prof. Oswaldo Gomes que estreou em 20 de julho de 2005. A peça participou do Festival de Teatro Coração de Rondônia, no município de Ji-paraná em agosto desse ano.Em 2006 são montados mais dois espetáculos: Vai, Carlos! Ser Gauche na vida que estréia em 07 de abril e Tragédia no lar apresentado pela primeira vez na escola Wilson Camargo para os alunos do período noturno. Os dois espetáculos são adaptações das poesias, respectivamente, de Carlos Drummond de Andrade e Castro Alves. Em 2009, estreia Perdidos na Floresta texto de Antero de Sales e o grupo inicia os trabalhos para se institucionalizar, em janeiro de 2010, o grupo de Teatro Wankabuki consegue seu registro, com a Razão social de ATEW - Associação de Teatro e Educação Wankabuki.







Quem sou eu

Minha foto
Lacunas que a vida não completa, são como obras esperando ser escritas, preenchidas...