Páginas

Seja Bem Vindo!

"A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não é copiar sua aparência. (Aristóteles)






terça-feira, 14 de julho de 2015

Oficinas do Festival Amazônico de Monólogos e Cenas Breves


Wankabuki abre inscrição para as oficinas do Festival Amazônico de Monólogos e Cenas Breves

O grupo de Teatro Wankabuki através do edital de patrocínio do Banco da Amazônia realiza nos dias 06, 07 e 08 de Agosto o Festival Amazônico de Monólogos e Cenas Breves em Vilhena-RO. Na programação, além das apresentações de grupos de Rondônia e Mato Grosso, serão oferecidas oficinas de teatro. Estão abertas as inscrições para as oficinas do Festival Amazônico de Monólogos e Cenas Breves. Em parceria com o Departamento de Artes da Universidade Federal de Rondônia - Campus de Porto Velho, o Festival oferece 20 vagas para a Oficina de Dramaturgia do Ator, com o Professor Luiz Daniel Lerro do curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Doutorado em Estudos Teatrais Departamento de Musica e Espetáculo - Universidade de Bolonha em regime de co-tutela com a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mestrado em Teoria e Cultura da Representação pela Universidade de Bolonha, Faculdade de Letras e Filosofia, Departamento de Musica e Espetáculo (DAMS). O público alvo são atores, dançarinos e arte-educadores que estejam disponíveis para trabalhar com a linguagem da poética corpórea, que tem como base exercícios biopsiquicos. Os interessados em participar da Oficina devem preencher o formulário on-line clicando aqui e anexar currículo resumido que conste sua experiencia artística. 

O Festival oferece ainda 30 vagas para a oficina de Confecção e Manipulação de Formas Animadas utilizando materiais reciclados, com a arte-educadora Lucimar Ribeiro Rodrigues, Especialista em Artes Aplicada a Educação, pela Faculdade de Rolim de Moura – FAROL/RO; Graduada em Pedagogia-Formação para a Docência em Educação Infantil, Séries Iniciais do Ensino Fundamental, Áreas Pedagógicas e Competências para Gestão Educacional, pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR. O público alvo são atores e arte-educadores com interesse em espetáculos de formas animadas, contação de histórias e utilização do lúdico em sala de aula. Os interessados em participar da Oficina devem preencher o formulário on-line clicando aqui.

As inscrições encerram-se no dia 28 de julho, a participação em toda a programação do Festival será gratuita para a comunidade, o participante das oficinas de Dramaturgia do ator e Confecção e manipulação de formas animadas deverá ter idade mínima de 15 anos e disponibilidade para participar das aulas que acontecem das 08 às 12h, na Universidade Federal de Rondônia - Campus de Vilhena, nos dias 06, 07 e 08 de agosto.


Inscrições Encerradas!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente as nossas postagens, participe do blog!

Obrigado por visitar a página!

O grupo de Teatro Wankabuki surgiu na Universidade Federal de Rondônia, em agosto de 2003, começaram as reuniões aos sábados no auditório da Unir.O primeiro espetáculo montado pelo grupo foi Morte e Vida Severina uma adaptação do texto de João Cabral de Melo e Neto, feita por Luiz Antônio de Araújo.Em seguida, o grupo montou A Lenda da Ecologia texto do Prof. Oswaldo Gomes que estreou em 20 de julho de 2005. A peça participou do Festival de Teatro Coração de Rondônia, no município de Ji-paraná em agosto desse ano.Em 2006 são montados mais dois espetáculos: Vai, Carlos! Ser Gauche na vida que estréia em 07 de abril e Tragédia no lar apresentado pela primeira vez na escola Wilson Camargo para os alunos do período noturno. Os dois espetáculos são adaptações das poesias, respectivamente, de Carlos Drummond de Andrade e Castro Alves. Em 2009, estreia Perdidos na Floresta texto de Antero de Sales e o grupo inicia os trabalhos para se institucionalizar, em janeiro de 2010, o grupo de Teatro Wankabuki consegue seu registro, com a Razão social de ATEW - Associação de Teatro e Educação Wankabuki.







Quem sou eu

Minha foto
Lacunas que a vida não completa, são como obras esperando ser escritas, preenchidas...